07 de Junho de 2019, atualizado ás 09:06

Presidente do Santos detona CBF após eliminação



Por: Thiago Samuel | Esportes

Compartilhar:
         

O atual presidente do Santos, José Carlos Peres, recentemente esteve muito irritado, o mesmo estava na zona mista do Pacaembu justamente após a eliminação do Santos pelo Atlético Mineiro, os mesmos se enfrentavam pelas oitavas de final da Copa do Brasil, o próprio presidente desabafou com contra a CBF.

De acordo com o próprio Peres, o Peixe realmente foi prejudicado pela confederação por dois motivos bem simples: a manutenção da decisão do jogo contra o Atlético no Pacaembu e a não desconvocação de Rodrygo.

Confira Também: Neymar é afastado de seleção após lesão

Presidente do Santos detona CBF após eliminação (foto: internet)

“Fomos desclassificados porque nos roubaram o direito de jogar na Vila Belmiro”

O presidente começou seu desabafo dizendo que queria fazer um agradecimento à CBF, segundo o mesmo ela conseguiu o que queria, justamente porque o time foi desclassificado, isso porque haviam roubado o direito dos mesmos de jogar na Vila Belmiro. Segundo o presidente no dia 10 de maio os mesmos mandaram um oficio para a CBF justamente cinco dias antes da primeira partida.

 Segundo o mesmo, o artigo 13 acaba informando que não se pode mudar a partida depois que a primeira já foi realizada, sendo assim, eles deveriam responder antes da ocorrência de tal jogo.

O oficio ficou na CBF por mais de 10 dias, sendo que o Santos não teve nenhum retorno, já sobre Rodrygo o mesmo ainda disse que o Santos vem tentando de forma ferrenha a liberação do atacante.

Segundo o presidente o Peixe ainda possui mais dois jogos que devem acontecer antes da parada para a Copa América, o jogo será novamente contra o Atlético Mineiro e logo depois contra o Corinthians, sendo que ambos deverão ocorrer pelo Campeonato Brasileiro.

 O presidente ainda comentou que não desistiram, sendo que ele o STJD ainda não deu uma liminar, justamente porque deram um prazo maior para a CBF, para que a mesma possa explicar o porque da não liberação do jogador.

O mesmo ainda explicou que no sábado (07) termina o prazo por volta do meio dia, e os mesmos esperam que o STJD, tenha bom senso pois o jogador não está inscrito e se não está inscrito como poderá jogar?

Fonte: G1




Thiago Samuel

Thiago é redator do Estado News e também responsável pelas redes sociais. Além disso, ele é o responsável pelo contato e comunicação do site. Para falar com ele, basta enviar um email para samueltrainer87@gmail.com ou 79996601661

  

0 Comentários