Início » Futebol » Há 6 anos longe da Série A, Figueirense disputa a terceira divisão e sonha com acesso à elite

Há 6 anos longe da Série A, Figueirense disputa a terceira divisão e sonha com acesso à elite

Figueirense vive a pior crise de sua história.

Anúncio

Uma das equipes de mais relevância no Brasil e que já viveu glórias em seu passado, nos últimos anos o Figueirense não tem passado por bons momentos e atualmente disputa a Série C do Brasileirão. Na terceira divisão nacional, os alvinegros sonham com o acesso e, em um futuro bem próximo, disputar a elite.  

Após cair na semifinal do Catarinense, o Figueira disputa a Série C e sua torcida espera garantir o acesso para a segunda divisão de 2023. Na 12ª rodada, o alvinegro está em 5º com 18 pontos, sendo 4 vitórias, 6 empates e 1 derrota. 

A terceira divisão organizada pela Confederação Brasileira de Futebol (CBF) conta com 20 times. Os 8 primeiros avançam à segunda fase e os 4 últimos são rebaixados para a Série D.  

No G8, o Figueirense tem dado bons passos para confirmar sua classificação. Na próxima etapa do torneio, as equipes classificadas são distribuídas em dois grupos com 4 equipes cada. Assim, os dois primeiros de cada chave sobem para a Série B e os líderes de cada um disputam a final.  

Momentos distintos entre Figueirense e Avaí 

Vivendo situações completamente opostas, enquanto o Figueirense está na Série C, o seu maior rival, o Avaí, disputa a primeira divisão nacional.  

Apesar de não estar em um momento em relação ao Leão, no estadual o Figueirense goleou o Avaí, por 4-1, no Orlando Scarpelli.  

Tempos de glórias 

Desde 2016, o Figueirense não disputa a Série A. Neste ano, a equipe acabou sendo rebaixada para a segunda divisão e não conseguiu conquistar mais o acesso. Além disso, para dificultar mais a vida dos torcedores, o clube foi rebaixado para a Série C, em 2020.  

Em seus tempos de glórias, o Figueira chegou a ser vice-campeão da Copa do Brasil 2007 e duas vezes ficou com a prata da Série B, nos anos de 2001 e 2010. Já no Catarinense, o clube é o segundo maior campeão com 78 títulos, atrás somente do Avaí que tem 81. 

Além disso, o clube é o único catarinense a terminar o campeonato mais de uma vez no G8 do Brasileirão. Vale destacar que o maior ídolo da equipe é Fernandes, o maior artilheiro. Em toda história, o meia-atacante disputou 403 partidas, tendo marcado 108 gols.  

Nesta temporada o torcedor do Figueirense sonha com o acesso e tem empurrado o time a cada partida da Série C.  

Relacionados