24 de Maio de 2019, atualizado ás 13:05

EUA apoia Brasil para entrada na OCDE



Por: Daniel Libanio | Notícias

Compartilhar:
         

Foi Nesta quinta-feira (23) que os Estados Unidos acabou declarando apoio de forma concreta sobre a entrada do Brasil na Organização para a Cooperação e o Desenvolvimento Econômico (OCDE), essa informação veio do próprio Itamaraty diretamente de sua página em uma rede social, além do mais a postagem ainda foi compartilhada pela Embaixada dos EUA em Brasília.

A declaração em questão foi feita justamente durante uma conferência ministerial dessa organização, a mesma aconteceu em Paris, e teve grande participação do próprio ministro brasileiro de Relações Exteriores, Ernesto Araújo. O próprio ministro ainda falou sobre a grande possibilidade que o Brasil tem de continuar no G20.

Confira Também: Demora para aprovações de reformas fará com que o Brasil cresça abaixo da média mundial

EUA apoia Brasil para entrada na OCDE (foto: internet)

Os prós e os contras de entrar para a OCDE

O G20 atualmente é o grupo que reúne todas as 19 maiores economias que estão ao redor do mundo, além de é claro a União Europeia, desta forma segundo o ministro a esperança é de que o G20 realmente possa ser usado para que ocorra um debate sobre a ampliação da OCDE.

Quando Bolsonaro foi visitar o presidente dos EUA a exatos dois meses atrás, o próprio Donald Trump acabou anunciando que acabaria apoiando entrada do Brasil diretamente na OCDE, no entanto, muitas pessoas ficaram céticas sobre o assunto.

Desta maneira, a imprensa questionava e os representantes do governo americana acabavam respondendo de forma que não davam nenhuma certeza sobre a promessa feita, dessa forma acabaram em descrença com relação a esse apoio.

O próprio Trump informou que ajudaria o Brasil a entrar para a OCDE desde que Bolsonaro solicitasse a retirada do tratamento especial da Organização Mundial do Comércio, atual OMC. Lembrando que todos os países que são considerados como “em desenvolvimento” (entre eles o Brasil), acabavam por receber tratamento especial da OMC, que atualmente tem 164 países como membros.

Sobre a entrada do Brasil para a OCDE existe os prós e os contras, entre os fatores positivos estão o selo de investimento dessa forma o país se torna atraente ao mercado externo e acaba por atrair o interesse de investidores. Além do mais, ao entrar para a OCDE as politicas que devem ser adotadas são as de primeiro mundo, inclusive sobre a politica pública e econômicas.

Já os pontos negativos, são a perda de liderança, afinal na OMC o Brasil era praticamente um líder, ao entrar para a OCDE passa a ser o último entre os desenvolvidos, e os custos adicionais, já que a economia do país está mais fraca, no entanto, entrar para a OCDE representa um grande avanço ao país. 




Daniel Libanio

Daniel é empresário e empreendedor digital nato. Graduando em Direito, é o Fundador do site e gerencia as as estratégias de marketing e desenvolvimento. Contato: daniellibanio0904@gmail.com

  

0 Comentários