12 de Junho de 2019, atualizado ás 15:06

Comissão acaba aprovando R$ 248,9 bilhões para que o governo consiga cumprir e driblar a regra de ouro



Por: Thiago Samuel | Notícias

Compartilhar:
         

A CMO (Comissão Mista de Orçamento) acabou por aprovar ainda nesta terça-feira (11) uma autorização para um crédito suplementar no valor de R$ 248,9 bilhões, valor esse solicitado pelo governo diretamente ao Congresso Nacional. Esse projeto ainda poderá passar por mais uma sessão conjunta de deputados e senadores, a principio o mesmo está marcado para esta tarde, diretamente no plenário do Congresso, lembrando que o governo precisa da aprovação de 257 deputados e 41 senadores.

Além do mais, o crédito extra acaba evitando um descumprimento geral da regra de ouro, sendo este um mecanismo que foi previsto na Constituição que acaba por impedir o Governo de acabar contratando mais dividas para pagar maiores despesas correntes tais como salários e outros benefícios sociais.

 Confira Também: Partidos de oposição ao Governo de Bolsonaro pretendem convocar Moro para explicar mensagens vazadas

Comissão acaba aprovando R$ 248,9 bilhões para que o governo consiga cumprir e driblar a regra de ouro (foto: internet)

Acordo feito

Para realmente conseguir aprovar o crédito extra na CMO, o próprio governo acabou se comprometendo em liberar um total de R$ 2,880 bilhões de recursos que deverão ser destinados para outras áreas.

Além do mais, o Planalto acabou por concordar justamente em liberar atRavés de uma portaria o valor de R$ 1 bilhão para o projeto “Minha Casa Minha Vida” e ainda desbloquear o total de R$ 1 bilhão para o orçamento das universidades federais, sendo que esse fator acabaria por garantir o custeio das despesas básicas das instituições em questão.

Os partidos opositores ao Governo haviam solicitado a liberação de R$ 5 bilhões para as universidades federais, segundo Joice Hasselmann do PSL, esse claramente não é todo o valor do contingenciamento, no entanto foi um grande passo que o governo conseguiu dar neste momento para poder manter as postas abertas para a conversa.

Além do mais, o Governo ainda se comprometeu a conceder R$ 550 milhões para que ocorra a transposição do Rio São Francisco e para as pesquisas ligadas ao Ministério de Ciência e Tecnologia o total de R$ 330 milhões.

A sessão iniciada pela CMO começou justamente no horário das 11h30min, sendo que o mesmo foi interrompido e retomado justamente após duas horas.

 

Fonte: R7




Thiago Samuel

Thiago é redator do Estado News e também responsável pelas redes sociais. Além disso, ele é o responsável pelo contato e comunicação do site. Para falar com ele, basta enviar um email para samueltrainer87@gmail.com ou 79996601661

  

0 Comentários