Casa Nem: moradia para LGBTI vulneráveis tem ação de despejo



Casa Nem sofre ação de despejo. no local moram mulheres trans e travestis em situação de vulnerabilidade social.
Anderson Gomes - 24 de Agosto de 2020 às 14:29:14

A Casa Nem é um espaço de acolhimento para pessoas LGBTI e fica localizado em Copacabana, no Rio de Janeiro. O espaço abriga cerca de 52 pessoas, em sua maioria mulheres trans e travestis em situação de vulnerabilidade social.

Nesta segunda-feira de manhã vários policiais militares atenderam uma ordem de reintegração de posse emitida pela Justiça. O pedido vem dos proprietários do imóvel, representados pela Iliria Administração de Imóveis e Negócios.


RELACIONADAS



O prédio foi ocupado em julho de 2019 e, segundo os moradores, estava abandonado há mais de dez anos. A advogada Ludmila Cindra, da Comissão de Direitos Humanos, afirmou que a prefeitura disponibilizou um espaço provisório para as pessoas da Casa Nem.

A ação de despejo deveria ser cumprida no dia 27 de julho, mas a PM adiou por não ter a presença obrigatória do Conselho Tutelar, já que crianças moram no local. Órgãos como a Defesa Civil e o Corpo de Bombeiros também teriam que estar presentes.

O grupo LGBTI já havia sido despejado de um prédio que ocupava na Lapa, no Centro do Rio, em dezembro de 2018.

Casa Nem faz acordo e grupo sai do local

Projetos sociais da Casa Nem

Um grupo de pessoas ocuparam a rua onde fica localizada a Casa Nem como ato de resistência contra a reintegração de posse. Mas apesar da manhã turbulenta, o grupo entrou em acordo e decidiu sair.

O filho do governador Wilson Witzel, Eric Witzel, é o atual assessor na pasta de Coordenadoria de Diversidade Sexual (Ceds Rio) da prefeitura e intermediou o acordo entre a Casa Nem, prefeitura e governo.

Segundo ele, o espaço cedido pela prefeitura, onde funcionava a Secretaria de Urbanismo Municipal, em Laranjeiras, estará pronto até o final do ano. “Lá está tudo sendo organizado, para receber para acolher essas pessoas, inclusive animais. Agora está sendo reformado, revitalizado, então acredito que esse ano”.

Mais sobre a Casa Nem

Projetos sociais da Casa Nem

Por meio de oficinas, debates, festas e shows, o espaço empodera o público LGBTIs em situação de vulnerabilidade social e serve de inspiração para o mundo.

A casa, administrada apenas por ativistas trans, ajuda pessoas que passam por rejeição e preconceito, muitas delas foram expulsas de onde moravam apenas por terem assumido sua sexualidade.

Dentre seus projetos, a Casa Nem realiza cursos preparatório para o Enem (PreparaNem), atividades culturais e ainda fazem festas para arrecadar fundos. Nesta semana o grupo ganhou um certificado após confeccionarem mais de 12 mil máscaras para moradores de rua.

Casa Nem também é cultura
A moradia ajuda pessoas em vulnerabilidade
O local realiza festas e cursinhos para Enem

Apoio das redes sociais

VEJA TAMBÉM



Postado por: Anderson Gomes
Professor de Física que gosta de uma boa música, games e, acima de tudo, estar com a família.