15 de Maio de 2019, atualizado ás 11:05

Bolsonaro pode aprovar Enem 2019 sem ler



Por: Daniel Libanio | Notícias

Compartilhar:
         

Bolsonaro pode aprovar Enem 2019 sem ler (foto: internet)

Em audiência pública junto da Comissão da Educação da Câmara dos Deputados, Bolsonaro não teria pedido para ler o Enem desse ano, conforme presidente do Inep acabou dizendo nessa terça-feira.

No ano passado, presidente Bolsonaro havia criticado o direcionamento das questões do Enem 2018, dizendo que iria tomar conhecimento do conteúdo que estaria sendo ofertado nas questões antes que ela passasse a ser distribuída.

Confira Também: Moro afirma não ter estabelecido condições com Bolsonaro

Bolsonaro pode aprovar Enem 2019 sem ler (foto: internet)

Bolsonaro não lê Enem 2019

O presidente do INEP afirmou hoje que não houve procura das autoridades superiores, como é o caso do Ministro da Educação ou de Jair Bolsonaro, pediram para ler a prova do ENEm 2019. A declaração veio hoje depois da reunião da Comissão de Educação da Câmara dos Deputados.

Já no ano passado, Bolsonaro havia feito críticas em relação a uma das questões ofertadas no Enem 2018, dizendo que tomaria conhecimento dos conteúdos a serem distribuídos na prova antes de elas serem aplicadas.

Em março, o Inep havia publicado uma portaria para a criação de grupo que realizaria a leitura transversal da prova, para poder analisar a pertinência com a realidade social. O presidente do Inep também diz que faz obediência normativa por pedidos de Bolsonaro.

Ainda revelou que não houve nenhuma questão ou tema que tenha sido vetado, mas que ainda não está definido qual o tema da redação. O cronograma continua o mesmo para esse ano, faltando ainda o parecer da AGU para que seja contratada uma nova gráfica.

O Enem ficou definido para ter suas provas aplicadas em 3 de novembro e 10 de novembro, dois domingos, como já havia sido previsto. A comissão continua trabalhando para conseguir montar os itens para que a prova seja confeccionada.

Como a gráfica que fazia a impressão das provas acabou declarando falência em abril, ainda não foi definido qual será a gráfica que irá atuar para a prova desse ano. O Tribunal de Contas teria avaliado e dito que a contratação da gráfica seria a que ficou em segundo lugar nos editais de contratação.

Conforme o cronograma, Enem se mantem na data e deve ser aplicado sem que haja nenhum tipo de veto ou mudança nos temas das questões, Sem a leitura de Bolsonaro e do Ministro da Educação.




Daniel Libanio

Daniel é empresário e empreendedor digital nato. Graduando em Direito, é o Fundador do site e gerencia as as estratégias de marketing e desenvolvimento. Contato: daniellibanio0904@gmail.com

  

0 Comentários