Início » Notícias » Bolsonaro Deixa Oposição Furiosa Com Desfile Militar

Bolsonaro Deixa Oposição Furiosa Com Desfile Militar

Tanques de guerra, blindados e lança mísseis. Oposição vê o desfile militar desta terça-feira como ato de intimidação de Bolsonaro.

Anúncio
Anúncio

Atendendo a um pedido do presidente Jair Bolsonaro, o ministro da Defesa, Walter Braga Netto, ordenou que a Marinha prepare um desfile de veículos blindados, tanques e armamentos em frente ao palácio presidencial amanhã.

O objetivo do desfile é apenas que a Marinha entregue ao Bolsonaro um convite para participar da Operação Formosa, tradicional treinamento militar de uma semana que acontecerá a 60 quilômetros da capital Brasília e terá início no dia 16 de agosto.

Desfile Militar Em Frente Ao Congresso

Desfile ocorrerá em frente ao Congresso
Desfile ocorrerá em frente ao Congresso
Anúncio
Anúncio

O prédio do Congresso – assim como a Suprema Corte – fica do outro lado da rua do palácio presidencial, o que levou muitos a interpretar esse desfile não convencional como um ato aberto de intimidação contra os outros poderes.

A demonstração de força vem no mesmo dia em que a câmara baixa está programada para votar um projeto, patrocinado pelo presidente, para introduzir as cédulas de papel como um complemento ao sistema de votação totalmente eletrônico.

O Voto Impresso

Durante semanas, o presidente ameaçou não permitir que as eleições ocorressem no próximo ano sem “cédulas auditáveis”, apesar de não terem surgido alegações de fraude desde que o Brasil adotou o sistema eletrônico, há quase 25 anos.

Defesa anuncia desfile de blindados em Brasília e oposição promete acionar a justiça
Defesa anuncia desfile de blindados em Brasília e oposição promete acionar a justiça
Anúncio
Anúncio

O ministro da Defesa Braga Netto – que convocou a parada militar – cedeu à pressão de Bolsonaro por cédulas de papel, supostamente chegando a ameaçar o Congresso com um golpe militar, caso os legisladores o derrubassem.

Além da provável derrota do projeto de lei na Câmara, os tribunais superiores colocaram Bolsonaro sob investigação por suas declarações tentando desacreditar o sistema eleitoral.

A investigação pode custar ao presidente sua elegibilidade na eleição de 2022 – e Bolsonaro parece disposto a testar até onde os tribunais estão dispostos a ir para responsabilizá-lo.

Psol Tenta Barrar Desfile De Bolsonaro

PSOL afirmou, em suas redes sociais, que irá entrar com um mandado de segurança na Justiça do Distrito Federal (DF) para impedir o desfile militar.

O comboio inclui tanques e lança-mísseis, que estacionarão em frente ao Palácio do Planalto, onde Bolsonaro e o ministro da Defesa, Walter Souza Braga Netto, estarão presentes.

Anúncio
Anúncio

No Twitter, o PSOL lembrou que o desfile irá ocorrer no mesmo dia em que a Câmara votará a questão do voto impresso auditável. O partido falou em “intimidações” e chamou o caso de grave.

Anúncio
Anúncio